Piatam Mar

Apresentação

O projeto Piatam Mar - Potenciais Impactos Ambientais do Transporte de Petróleo e Derivados na Zona Costeira Amazônica – reuniu 230 pesquisadores e técnicos que se dedicaram a estudos sobre o homem e o meio ambiente do litoral amazônico. Foi o mais abrangente projeto multidisciplinar sobre a área marinha da Amazônia.

Voltado a diversas áreas de conhecimento e reunindo instituições do Pará, Amapá, Maranhão e Rio de Janeiro, o projeto foi coordenado pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), responsável também pelo seu financiamento.

(Fonte: http://www.naea.ufpa.br/piatammar)

Atuação do LAMCE

A atuação do LAMCE através do Núcleo de Modelagem Ambiental no projeto PIATAM Mar ampliou sua experiência na área de simulações de fluidos geofísicos (atmosfera, oceano e rios) e na área de modelagem computacional de dispersão de poluentes.

No projeto PIATAM Mar, o Núcleo de Modelagem Ambiental participou, desde o ano de 2003, com o desenvolvimento de modelos hidrodinâmicos que simularam a circulação marinha e atmosférica em regiões da costa amazônica, plataforma continental e região oceânica adjacente (Figura 1 e Figura 2).

Para atingir o propósito de modelar todos os componentes do sistema climático que afetam a região de interesse dos projetos, o núcleo implementou diversos modelos computacionais em ambientes integrados, mantendo a visão na operacionalidade destas ferramentas, de forma que os resultados puderam ser utilizados de forma ágil e eficiente. Bases de dados observados pertencentes aos projetos da família PIATAM foram coletados em campanhas rotineiras para servirem à aferição e operação destes modelos. Todos os modelos foram integrados com o objetivo de fechar o ciclo de alimentação entre atmosfera, oceano e rios, possibilitando a simulação de situações operacionais da dispersão de óleo e outros impactos nas áreas de interesse do projeto PIATAM Mar, assim como para fins de planejamento estratégico (Figura 3).

Atividades no Projeto PIATAM Mar

Modelagem Hidrodinâmica Fluvial

Seu objetivo foi a obtenção dos padrões hidrodinâmicos em trechos fluviais de interesse dos projetos PIATAM e PIATAM Mar. Esta atividade foi aplicada na obtenção de mapas de distribuição espaço-temporal de velocidade e nível fluvial, além de servir como condições iniciais e de contorno para o modelo de dispersão de poluentes nas águas do Rio. Além disso, vem sendo implementado um modelo hidrodinâmico capaz de simular a dinâmica das áreas alagáveis, muito comuns na Região Amazônica devido ao ciclo anual de cheia e seca do rio. A área fluvial de interesse compreendia o Rio Amazonas e outros importantes rios, como o Pará, que eram estudados e incorporados às modelagens hidrodinâmicas, uma vez que também constituem fontes de variabilidade para a dinâmica marinha costeira e por estarem na região de interesse da Petrobras.

Modelagem Hidrodinâmica Marinha

A modelagem contemplou variabilidades espaciais e temporais existentes na circulação oceânica sobre a Plataforma Continental Amazônica (PCA), na vazão dos rios, nas marés e na circulação atmosférica. A estratégia utilizada envolveu três diferentes modelos hidrodinâmicos. A área total modelada pelo sistema pode ser observada na.

Modelagem Atmosférica

Atuou na produção de condições de contorno atmosféricas para modelos de ondas de gravidade superficial, de circulação marinha e de dispersão de constituintes a partir de simulações computacionais de alta resolução das condições de vento típicas da região de interesse dos projetos. Outras atividades relativas ao Projeto PIATAM foram desenvolvidas, principalmente com a inclusão dos efeitos gerados pela influência dos fenômenos de meso e micro escala atmosférica na hidrodinâmica fluvial e na dispersão de óleo nos rios.

Modelagem de Ondas

Através da modelagem de ondas obteve-se o clima de ondas de gravidade superficial nas regiões de interesse e investiga-se possíveis relações com a alteração das linhas de costa. Para a execução de tais modelos fez-se a aquisição de algumas variáveis ambientais fundamentais como velocidade e direção do vento sobre a superfície do oceano e informações batimétricas. Os modelos utilizados foram, então capazes de capturar importantes aspectos dos processos associados à interação das ondas com o fundo marinho, tais como: a refração e a difração, Tais processos são de enorme importância para o entendimento da dinâmica em regiões costeiras e estuarinas de águas rasas.

Modelagem de Dispersão de Poluentes

Essa atividade objetivou o aprimoramento e a implementação de modelos computacionais capazes de simular a dispersão a concentração e a trajetória de manchas de óleo sobre a superfície de ambientes fluviais e marinhos. Para a aplicação dos modelos foi fundamental o conhecimento de condições hidrodinâmicas e atmosféricas das regiões de interesse. Tais informações foram obtidas a partir da coleta direta de dados ambientais oriundos em plataformas de coleta de dados instaladas ou de modelos hidrodinâmicos fluviais, marinhos e atmosféricos. Os resultados obtidos através dos modelos produziram informações com alta resolução espaço-temporal garantindo melhores prognósticos de dispersão do poluente.